ENCERRAMENTO DE ATIVIDADES DO BLOG

Despedida

 

O Blogdosaidnotlim estará sendo descontinuado a partir desta data devido a mudanças nas normas do provedor de conteúdo.

Será reaberto em novo formato futuramente.

Obrigado por seu apoio e participação.

O Editor

 

Anúncios

HOJE NA HISTÓRIA – 20/04/2016 – QUARTA-FEIRA

Outono

Signo                      : Áries

Estação                   : Outono

Fase                         :  Crescente

    – Dia do Diplomata

    – Aniversário de morte de Castro Barbosa em 1975

    – Nascimento de Joaquim Osório Duque Estrada

    – Dia do Disco

Santo do Dia      :  Santa Inês de Montepulciano

HOJE NA HISTÓRIA – 19/04/2016 – TERÇA-FEIRA

Outono

 

Signo                      : Áries

Estação                   : Outono

Fase                         :  Crescente

    – Dia do Índio

    – Dia do Exército

    – Aniversário do Cartunista Belmonte

Santo do Dia      : Santo Expedito e São Leão IX

Quatro coisas que mudam com a criptografia no WhatsApp – e por que ela gera polêmica – BBC Brasil

Cadeado

De grande importância para a segurança dos usuários, medidas tomadas atendem à ingerência tentada por governos de espionar as mensagens. Veja a reportagem completa. Clique no link abaixo.

 

Revelação torna mais difícil ceder informações a governos e aumenta importância de proteger o telefone celular.

Fonte: Quatro coisas que mudam com a criptografia no WhatsApp – e por que ela gera polêmica – BBC Brasil

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/04/160406_whatsapp_criptografia_cc

Dois cometas se aproximam da Terra, e um deles fará a maior aproximação em 246 anos

Cometas-220316
POR SALVADOR NOGUEIRA

No passado, quando um cometa aparecia nos céus, era tido pelos supersticiosos como um sinal de mau agouro, muitas vezes prenunciando a morte de reis e a queda de impérios. Sem querer soar apocalíptico, mas entre segunda e terça-feira teremos não um, mas dois cometas fazendo aproximações rasantes da Terra — e um deles é o que passará mais próximo do nosso planeta em 246 anos!

Na segunda-feira, 21, o cometa 252P/Linear estará a cerca de 5,34 milhões de km da Terra. Já no dia seguinte, o P/2016 BA14 estará a 3,5 milhões de km — cerca de nove vezes a distância até a Lua. Pode parecer muito, mas diante da imensidão do espaço, é praticamente uma quase colisão.
O último cometa a passar tão perto assim foi o Lexell (D/1770 L1), que em 1o de julho de 1770 passou a 2,2 milhões de km.

PARENTES
Os dois cometas em rápida aproximação estão praticamente na mesma órbita e têm o mesmo período: pouco mais de cinco anos. Isso faz alguns astrônomos suporem que o P/2016 BA14 seja um pedaço do 252P que se desprendeu.

A missão da sonda Rosetta ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko mostrou que esses astros são basicamente pedaços de gelo e rocha, recobertos por uma camada de compostos orgânicos e fracamente mantido coesos pela gravidade. São, portanto, passíveis de quebras como essa.
O encontro dos dois cometas com a Terra se dá perto de seu periélio — o momento de máxima aproximação do Sol. Apesar disso, são astros pouco brilhantes, em razão de seu período orbital curto.

Afinal, depois de múltiplas passagens pelas redondezas do Sol, muito de seu gelo já evaporou e se foi. É justamente esse processo que aumenta seu brilho e produz as famosas caudas dos cometas.

Apesar disso, o 252P está produzindo uma surpresa agradável aos astrônomos.

PARA OBSERVAR
“O fato interessante é que o 252P está aumentando bastante de brilho”, diz Cristóvão Jacques, astrônomo do Observatório SONEAR, em Oliveira (MG).

Nos últimos dias, ele chegou ao limite da sensibilidade para observação a olho nu. O que quer dizer que, num céu com baixa poluição atmosférica e luminosa, é possível observá-lo de forma muito discreta sem o uso de instrumentos ópticos.

Entretanto, se tiver um binóculo, fica ainda mais fácil. “Facilmente acessível”, descreve Jacques. “E sua visibilidade está bastante favorecida aqui no hemisferio Sul.”

No céu, o cometa está próximo à Grande Nuvem de Magalhães, a mais notável das galáxias-satélites da Via Láctea. Transita pela constelação da Ave do Paraíso até o dia 22, quando adentra a do Altar, de onde sai no dia 24. No dia seguinte, adentra a constelação de Escorpião onde permanece até o fim do mês, tornando-se menos brilhante a cada dia que passa.

A proximidade da passagem dos cometas é tão grande que a IAU (União Astronômica Internacional) sugeriu que todos ficassem de olho em possível atividade de chuva de meteoros ocasionada pelo evento. Um pico de atividade, se houver alguma coisa, é esperado para a madrugada do dia 20.

Crateras submarinas podem estar ligadas a naufrágios não explicados – 15/03/2016 – Ciência – Folha de S.Paulo

Um estudo da Universidade Ártica da Noruega descobriu crateras gigantescas no fundo do Mar de Barents, ao norte da Noruega e da Rússia —de quase um quilômetro de diâmetro e profundidade de 30 metros.

Fonte: Crateras submarinas podem estar ligadas a naufrágios não explicados – 15/03/2016 – Ciência – Folha de S.Paulo